Zé Corneteiro: dos contos de fada direto para o Centro Histórico de Santos

Fotos: Christian Jauch

"Soldadinho, soldadinho, cadê você?"

Este é o coro entoado pela criançada ao entrar na Casa do Trem Bélico, no Centro Histórico de Santos. Elas estão à procura do divertido Zé Corneteiro, personagem criado pelo monitor do Museu, Miguel Escandon, para atrair público ao equipamento e resgatar o respeito e o orgulho à Pátria.

O que as crianças não sabem é que o Zé Corneteiro não é um simples soldadinho, ele tem patente, é um Alferes, figura que desapareceu do escopo do Exército em 1700 e que era responsável por convocar e dar comando aos soldados usando uma corneta.

Na Casa do Trem Bélico, o papel do corneteiro é chamar a atenção dos passageiros do bondinho turístico que passa na esquina da Rua Tiro 11. Ao se aproximar da rua, o motorneiro emite um sinal sonoro no bonde e, então, o soldadinho sabe que tem alguns minutos para sua performance à porta do Museu. Chapéus bem curiosos, cavalinho de cabo de vassoura, guarda-chuva imitando espingarda e adereços confeccionados com materiais reaproveitados compõem o figurino do herói. ‘O Zé Corneteiro é um soldado que anuncia a existência de um lugar ainda desconhecido pela maioria das pessoas’, revela Escandon.

O personagem desperta a curiosidade dos passageiros – adultos e crianças – embarcados nos bondes turísticos que fazem o trajeto pelo Centro Histórico de Santos. Ao assistirem a encenação, de longe, acabam descendo do bondinho – mesmo a contragosto do motorneiro – para conhecer aquela figura engraçada e aproveitam para visitar a Casa do Trem Bélico. Durante a visita, o Zé Corneteiro interage com as pessoas, envolvendo-as em suas brincadeiras, enquanto conta a história dos materias bélicos expostos no Museu.

A ideia do personagem surgiu para que se conseguisse, por meio do lúdico, chamar a atenção das pessoas para este equipamento tão rico em história e tão pouco conhecido pelos santistas e visitantes. Escandon diz que o Zé Corneteiro ainda está em construção e que não há limites para ele. ‘Se você passar de bonde duas vezes no mesmo dia pela esquina do Museu, assistirá performances diferentes’, completa o criador.

A Rua Tiro 11

A Casa do Trem Bélico é considerada o mais antigo prédio público de Santos. Entre 1910 e 1945, o edifício sediou o Tiro Brasileiro de Santos, nº 11 da Confederação Brasileira de Tiro. As linhas de tiro eram centros patrióticos que treinavam jovens para o cumprimento de seus deveres cívicos, com o objetivo de prepará-los para o caso de guerra.

Em Santos, o Tiro de Guerra, nº 11 foi o primeiro e deixou um legado importante para a história militar da cidade, durante os seus mais de 40 anos de atuação. Criado em 1908, dois anos depois instalou-se no antigo casarão da Casa Real do Trem. Em homenagem aos serviços prestados pelo Tiro de Guerra, nº 11 à cidade de Santos, a antiga Travessa do Rio Branco, onde estava instalado o casarão, passou a se chamar Rua Tiro Onze.

Visite!

Visite!

A Casa do Trem Bélico fica na Rua Tiro Onze, no Centro de Santos e está aberta à visitação, de terça a domingo, das 11h às 17h, com entrada gratuita. O Zé Corneteiro está no Museu aos finais de semana e a performance acontece sempre que o bonde turístico passa na esquina da rua. Disk Tour: 0800 173887

 

O Zé Corneteiro mexe com o imaginário das pessoas. Ele as tira da viagem real, o passeio de bonde, e as transporta para uma viagem virtual.

Diego Brígido

Editor da Revista Nove

Mais buscadas

#tbt ação social aldeia alimentação almoço amor ano novo aquario arquitetura arte arte no dique baixada santista bares bazar beneficente bertioga cães café cafeterias carnaval carreira casamento cenário centro histórico cerveja cerveja artesanal chopp ciência cinema circo coletivo comer e beber compras confraternização consciência negra coração coworking crianças cruzeiros cubatão cuidado cultura curiosidades cursos curta metragem curta santos dança design dia das mães drinks ecologico economia criativa ecoturismo educação empreendedorismo encontro encontro de criadores entretenimento entrevista espetáculo esporte esportes evento eventos eventos em Santos exposição família feira feriado férias festa festa junina festas festival fim de ano flores gastronomia geek golf guarujá handmade história hospedagem hotéis hotelaria humor inverno itanhaém japones juicybazar lazer lendas lgbt liberdade limpeza literatura litoral norte litoral plaza litoral plaza shopping lucky tattoo mar moda mongaguá mudanças mulheres museu museus música natal natureza negócios o que fazer obras oficina onde beber oportunidade palestra papai noel páscoa persona peruíbe pesquisa pet friendly pets praia praia grande praias presentes prevenção projeto social restaurantes reveillon revista nove riviera de são lourenço roteiro turístico santos são paulo são vicente saúde segurança shopping show shows social sofitel solidariedade stand up sustentabilidade tattoo tatuagem teatro trabalho voluntário turismo turismo religioso vegan veganismo vegetarianismo verão vida noturna vinho vinhos workshop