Jardim da orla de Santos

Galeria de arte a céu aberto

Ele é conhecido como um dos espaços mais democráticos da cidade, pois em seus 5.335 metros de comprimento, o Jardim da Praia reúne crianças, jovens, adultos e idosos para caminhadas, pedaladas, bate-papos e muitas outras atividades esportivas, culturais e de lazer.

O jardim está no Guinness Book of Records como o maior jardim frontal de praia em extensão do mundo, reconhecido em 2001 e mantendo até hoje a conquista.

Este cinturão colorido que abraça Santos abriga mais de 80 tipos de flores, divididas em cerca de 1300 canteiros, floreiras e vasos, além de outras quase 1800 árvores de vários portes, como as palmeiras, as cicas e os chapéus-de-sol.

Esta rica flora atrai, é claro, aves de várias espécies, algumas endêmicas, que constroem ninhos e vivem por lá e outras que usam o jardim como ponto de descanso nos voos para fora do continente ou para se alimentarem.

Mas há um lado deste belíssimo cenário que talvez passe despercebido para alguns: o Jardim da Orla de Santos guarda em todo o seu percurso 38 monumentos, entre estátuas, bustos, placas comemorativas e conjuntos escultóricos que contam partes significativas da história da cidade, do Brasil e do mundo.

Desde o Parque Municipal Roberto Mário Santini, no Emissário Submarino, até a Ponta da Praia, é possível conhecer personagens que ajudaram a construir Santos e toda a região nesta verdadeira galeria de arte a céu aberto. Aqui vamos apresentar alguns e convidamos você a conhecer o restante pessoalmente.

Emissário Submarino

Os Imigrantes Japoneses

É difícil não se emocionar com o conjunto escultórico instalado na entrada do parque, que representa um casal de imigrantes japoneses com o filho, ao chegarem ao Brasil, pelo Porto de Santos. O homem aponta em direção à nova terra e, ao lado, uma pedra traz a inscrição ‘À Esta Terra’, em português e japonês.

CANAL 1

Aqui pode-se encontrar uma estátua que homenageia Saturnino de Brito, engenheiro sanitarista que projetou o jardim e os canais de Santos. Saturnino segura o projeto dos canais com a sua assinatura. Uma justa homenagem.

Canal 2

Nas proximidades do Canal 2, alguns monumentos podem ser contemplados, como a estátua do poeta Martins Fontes, que viveu nas proximidades, além da homenagem a Osmar Gonçalves, um dos pioneiros do surf no Brasil e o famoso Monumento ao Surfista, pegando onda no centro de uma fonte luminosa.

O Monumento a Cristóvão Colombo, em homenagem ao V Centenário da América, mostra o navegador em uma caravela desbravando o mundo.

GONZAGA

Aqui dois monumentos fazem parte da história de santistas e visitantes e já foram registrados em muitas fotos. Um casal de leões integra o jardim há mais de 60 anos, mas o que a maioria não sabe é que a leoa, na verdade, é um jaguar.

Canal 3

Outro conjunto de monumentos marca este trecho do jardim. O Relógio do Sol, uma invenção egípcia de mais de 4 mil anos, marca as horas com a sombra projetada pela luz solar que incide sobre o gnômon, a haste de metal no seu centro.

Vicente de Carvalho, ‘o poeta do mar’, também está representado em um conjunto escultórico, onde flutua sobre as ondas cercado por ninfas. O monumento foi instalado em 1946 e dez anos depois foi mudado de lugar e colocado de costas para o mar, causando estranhamento.

Ali também estão os bustos da ‘poetisa das rosas’ Maria José Aranha de Rezende e da escritora Lydia Federici, em homenagem ao Movimento de Arregimentação Feminino e Andarilhos de Enguaguaçu.

Canal 4

Aqui, na altura da suntuosa Igreja Santo Antônio do Embaré, fora do jardim, do outro lado da avenida, encontra-se a homenagem a Santo Antônio, uma estátua em bronze no centro de uma ilha, que representa o Santo com a mão esticada aos peixes na fonte, que hoje já não podem mais ser vistos.

CANAL 5

Neste trecho outros monumentos se destacam, dentre eles um busto de Alberto Santos Dumont e uma homenagem aos imigrantes que chegaram ao Brasil nos séculos XIX e XX, além da disputada Fonte do Sapo.

CANAL 6

O monumento ‘O Pneu Furou’ marca o fim do trecho do jardim na orla e homenageia os ciclistas que pedalam por ali diariamente a passeio ou a trabalho.

CANAL 7

Aqui uma justa homenagem ao jesuíta José de Anchieta mostra o padre com um crucifixo na mão, ladeado por um jaguar e tendo à frente um índio sendo catequisado.

Como dissemos, há muitos outros monumentos a serem conhecidos. Vale um passeio descompromissado e cheio de histórias percorrendo um dos principais cartões postais da região.

Diego Brígido

Editor da Revista Nove

Mais buscadas

#tbt ação social aldeia alimentação almoço amor ano novo aquario arquitetura arte arte no dique baixada santista bares bazar beneficente bertioga birdwatching cães café cafeterias carnaval carreira casamento cenário centro histórico cerveja cerveja artesanal chopp ciência cinema circo coletivo comer e beber compras confraternização consciência negra coração coworking crianças cruzeiros cubatão cuidado cultura curiosidades cursos curta metragem curta santos dança design design gráfico designer dia das mães drinks ecologico economia criativa ecoturismo educação empreendedorismo encontro encontro de criadores entretenimento entrevista espetáculo esporte esportes evento eventos eventos em Santos exposição família feira feriado férias festa festa junina festas festival fim de ano flores gastronomia geek golf guarujá handmade história hospedagem hotéis hotelaria humor inverno itanhaém japones juicybazar lazer lendas lgbt liberdade limpeza literatura litoral norte litoral plaza litoral plaza shopping lucky tattoo mar moda mongaguá mostra mudanças mulheres museu museus música natal natureza negócios o que fazer obras oficina onde beber oportunidade palestra papai noel páscoa persona personagens peruíbe pesquisa pet friendly pets praia praia grande praias presentes prevenção projeto social restaurantes reveillon revista nove riviera de são lourenço roteiro turístico santos são paulo são vicente saúde segurança shopping show shows social sofitel solidariedade stand up sustentabilidade tattoo tatuagem teatro trabalho voluntário turismo turismo religioso vegan veganismo vegetarianismo verão vida noturna vinho vinhos workshop