Avenida da praia em Santos: histórias por trás dos nomes

Padre Voador, Luís Filipe, Poeta do Mar e Thomas Woodrow Wilson.

Sabe de quem estamos falando? Talvez você não conheça as personalidades citadas, mas se já passou pela Avenida da praia em Santos, você já teve algum contato com essas quatro histórias.

Muitas vezes passamos por ruas e avenidas da cidade e nos perguntamos sobre os donos destes nomes. Por isso, contaremos um pouco sobre os quatro personagens homenageados por diferentes trechos da avenida da praia, seguindo a ordem da divisa à Ponta da Praia.

Confira abaixo as histórias de Presidente Wilson, Vicente de Carvalho, Bartolomeu de Gusmão e Almirante Saldanha da Gama.

Presidente Wilson

A avenida todos conhecem, mas e o nome completo do tal presidente? Estamos falando de Thomas Woodrow Wilson, 28º Presidente dos Estados Unidos de 1913 a 1921, graças a sua reeleição. Ele nasceu em 28 de dezembro de 1856, e faleceu em 3 de fevereiro de 1924. Wilson aprovou importantes leis durante seu mandato, entre ela, a redução de tarifas, proibição do trabalho infantil e limitação do trabalho de ferroviários a 8 horas por dia. Em 1919, o Presidente recebeu o prêmio Nobel da Paz. A princípio, o vereador Heitor de Morais indicou que o nome de Avenida Presidente Wilson fosse dado à Avenida Ana Costa. A iniciativa de homenagear o Presidente foi muito bem recebida, porém, não deveria substituir o nome de Ana Costa. Assim, o trecho entre a Avenida Ana Costa e a Divisa Santos-São Vicente foi o escolhido para homenagear a figura.

Vicente de Carvalho

O Poeta do Mar já foi mencionado por aqui. Vicente Augusto de Carvalho nasceu em Santos, no dia 5 de abril de 1866 e morreu em 22 de abril de 1924. Além de apaixonado pelo mar, ele foi poeta, jornalista, advogado, político, fazendeiro, deputado, magistrado, contista e abolicionista. Foi colaborador de jornais como A Tribuna e O Estado de São Paulo e fundou, em Santos, o Diário da Manhã. Sua obra de maior destaque na poesia foi Poemas e Canções, publicada em 1908, com prefácio de Euclides da Cunha e com 17 edições. Podemos dizer que ele é de certa forma responsável pela existência dos jardins da orla e a possibilidade de usufruir da praia, já que em 1921 ele denunciou apropriações ilegais neste trecho. A indicação de nomear o trecho entre é Av. Ana Costa e a Av. Conselheiro Nébias com seu nome partiu do vereador João Manuel Alfaia Rodrigues Júnior.

Bartolomeu de Gusmão

Também conhecido como o “Padre Voador”, Bartolomeu Lourenço de Gusmão nasceu na Vila do Porto de Santos, em 1685, e faleceu em novembro de 1724. Além de sacerdote, ele foi também um cientista e inventor, e sua criação mais famosa foi o primeiro aeróstato operacional, que levou o nome de “passarola”. Bartolomeu  estudou no Colégio dos Jesuítas, em Santos, e em seguida completou o curso de Humanidades no Seminário de Belém da Cachoeira, na Bahia. Desde essa época, o Padre já se dedicava ao seu projeto da Passarola, com a certeza de que a invenção seria imortalizada. Diversos experimentos foram feitos com os balões, que alçavam vôos cada vez mais altos. Durante a Inquisição, o Padre foi acusado de praticar “infernais artes mágicas”, sendo encarcerado e libertado pelos jesuítas tempos depois, com muito esforço. Atualmente, conhecemos o trecho entre a Av. Conselheiro Nébias e a Rua Afonso Celso de Paula Lima como Av. Bartolomeu de Gusmão, mas houve um tempo em que toda a avenida da praia levava esse mesmo nome.

Almirante Saldanha da Gama

Partindo da Rua Afonso Celso de Paula Lima e seguindo até a Praça Almirante Gago Coutinho, encontramos a Avenida Almirante Saldanha da Gama, uma homenagem a Luís Filipe de Saldanha da Gama. Ele foi um militar da arma da marinha que nasceu em Campos, no Rio de Janeiro, em 7 de abril de 1846, e morreu em Osório, no Rio Grande do Sul, em 24 de junho de 1895. Na carreira militar, Saldanha da Gama esteve na Guerra Cisplatina, Guerra do Paraguai, e faleceu em combate durante a Revolução Federalista. O almirante representou o Brasil em missões na Europa e Estados Unidos, e também foi diretor da Escola Naval. Seu nome seria dado a outra rua, mas foi dado ao trecho mencionado após pedidos dos próprios moradores e proprietários da Ponta da Praia.

Bruna Domato

Estudante de publicidade

Mais buscadas

#tbt ação social afro aldeia alimentação almoço amor ano novo aquario arquitetura arte arte no dique baixada santista bares bazar bebida beneficente bertioga birdwatching Brasil cachaça cães café cafeterias carnaval carreira casamento cenário centro histórico cerveja cerveja artesanal chamada chopp ciência cinema circo clima coletivo comer e beber compras concha acústica confraternização consciência negra coração coworking crianças cruzeiros cubatão cuidado cultura curiosidades cursos curta metragem curta santos dança design design gráfico designer dia das mães drinks ecologico economia criativa ecoturismo educação empreendedorismo encontro encontro de criadores entretenimento entrevista espetáculo esporte esportes evento eventos eventos em Santos exposição família feira feriado férias festa festa junina festas festival fim de ano flores gastronomia geek golf guarujá handmade história hospedagem hotéis hotelaria humor inverno itanhaém japones juicybazar LAB lazer lendas lgbt liberdade limpeza literatura litoral norte litoral plaza litoral plaza shopping livros lucky tattoo mar moda mongaguá mostra mudanças mulheres museu museus música nacional natal natureza negócios o que fazer obras oficina onde beber oportunidade palestra papai noel páscoa patrimônio persona personagens peruíbe pesquisa pet friendly pets praia praia grande praias presentes prevenção projeto social projetos restaurantes reveillon revista nove riviera de são lourenço roteiro turístico santos são paulo são vicente saúde segurança sesc shopping show shows social sofitel solidariedade stand up sustentabilidade tarrafa tattoo tatuagem teatro trabalho voluntário turismo turismo religioso vegan veganismo vegetarianismo verão vida noturna vinho vinhos workshop