O assassinato de Mathias Costa, marido de Ana Costa

Personagens que dão nomes a um bairro e uma importante avenida santista

Quem foi Mathias? Quem foi Dona Ana Costa? E Cesário Bastos? Essa é uma história de amor, crime e também sobre personagens importantes que dão nomes a bairros e ruas santistas.

Mathias Casimiro Alberto da Costa era casado com Dona Ana Costa (ou Anna Costa), cunhado de Azevedo Sodré, sócio de João Éboli e amigo de Antônio Gonzaga. Foi assassinado pelos irmãos Olívio e Antônio Batista de Lima, membros de uma tradicional família santista, absolvidos tempos depois pelo então advogado Cesário Bastos, que viria a ser vereador, deputado e senador.

A história se passa no fatídico maio de 1889 e reúne nomes bastante conhecidos dos santistas, espalhados em placas por toda a cidade.

Então, vamos aos fatos…

* Com informações do site Memória Santista, do jornalista, escritor e pesquisador, Sérgio Willians
Foto: Blog Dona Ana Costa

O Crime de Mathias

Mathias Costa era português radicado santista, casado com Ana Costa, nascida em Maricá, no Rio de Janeiro. O casal era dono de muitos terrenos em Santos.

Na manhã do dia 8 de maio de 1889 saiu para vistoriar as obras de conclusão da avenida por onde passaria o tão sonhado serviço de transporte de passageiros e cargas em bondes da Vila Mathias até a orla, cujo ponto final seria bem em frente ao bar do amigo e conterrâneo Antônio Gonzaga, famoso comerciante da cidade.

Durante as inspeções, Mathias notou a aproximação dos irmãos Olívio e Antônio Batista de Lima, membros de uma tradicional família santista, seus desafetos.

Olívio, diziam, tinha problemas mentais, e havia sido internado recentemente numa casa de saúde.

Um dos irmãos atirou em Mathias, que morreu horas depois (embora o disparo tenha saído da arma de Antônio, foi Olivio quem assumiu o crime). Mathias tinha perto de 35 anos e deixou a viúva Dona Ana Costa e cinco filhos.

A notícia parou a cidade, já que Mathias Costa era conhecido como um homem empreendedor, arrojado e enérgico. Morreu logo após ter acordado com a prefeitura que a nova avenida seria batizada de Ana Costa, em homenagem à esposa.

O julgamento revoltante

O julgamento dos irmãos Lima aconteceu no dia 1º de junho, na Casa de Câmara e Cadeia, na Praça dos Andradas (atual Cadeia Velha), com a revoltante absolvição da dupla, pelo advogado Cesário Bastos.

O caso repercutiu negativamente em todo o pais. No Diário Mercantil de SP, a manchete: “Foram absolvidos os homens que com uma bala de revólver despedaçaram o crânio de um homem, o coração de uma senhora e o futuro de cinco crianças”.

E, por ironia do destino, no fim da história, Dona Ana Costa casou-se novamente e voltou para o Rio, enquanto Cesário Bastos tornou-se um grande e prestigiado político, e foi homenageado, nomeando uma das mais importantes escolas da cidade, fundada inicialmente na Vila Nova, mas transferida, em 1916, para a Vila Mathias, bairro do homem, cujos assassinos, Bastos livrou da cadeia. E ainda: o colégio era o ponto de partida da avenida que levava o nome da viúva.

Que história, hein!

Ilustração: Site Memória Santista

Diego Brígido

Editor da Revista Nove | Guia Comer & Beber

Mais buscadas

#tbt ação social afro aldeia alimentação almoço amor ano novo aquario arquitetura arte arte no dique baixada santista bares bazar bebida beneficente bertioga birdwatching Brasil cachaça cães café cafeterias carnaval carreira casamento cenário centro histórico cerveja cerveja artesanal chamada chopp ciência cinema circo clima coletivo comer e beber compras concha acústica confraternização consciência negra coração coworking crianças cruzeiros cubatão cuidado cultura curiosidades cursos curta metragem curta santos dança desfile design design gráfico designer dia das mães diversao drinks ecologico economia criativa ecoturismo educação empreendedorismo encontro encontro de criadores entretenimento entrevista espetáculo esporte esportes evento eventos eventos em Santos exposição família feira feriado férias festa festa junina festas festival fim de ano flores gastronomia geek golf guarujá handmade história hospedagem hotéis hotelaria humor inverno itanhaém japones juicybazar LAB lazer lendas lgbt liberdade limpeza literatura litoral norte litoral plaza litoral plaza shopping livros lucky tattoo mar moda mongaguá mostra mudanças mulheres museu museus música nacional natal natureza negócios o que fazer obras oficina onde beber oportunidade palestra papai noel parque páscoa patrimônio persona personagens peruíbe pesquisa pet friendly pets praia praia grande praias presentes prevenção projeto social projetos restaurantes reveillon revista nove riviera de são lourenço roteiro turístico santos são paulo são vicente saúde segurança sesc shopping show shows social sofitel solidariedade stand up sustentabilidade tarrafa tattoo tatuagem teatro trabalho voluntário turismo turismo religioso vegan veganismo vegetarianismo verão vida noturna vinho vinhos workshop