Trocando Ideias

Porque, afinal, existe vida offline

A oitava edição do Encontro de Criadores aconteceu nos dias 9 e 10 de junho no novíssimo e moderno Espaço Plataforma, na Ilha Porchat, em São Vicente.

Além de continuar valorizando a cultura do ‘feito à mão’ e os criadores e criativos da Baixada Santista, abrindo espaço para venderem seus produtos, esta edição teve como tema a provocação ‘Existe Vida Offline’.

A temática reforça a ideia do evento de ser uma plataforma multicultural de criatividade para fomentar expressões criativas e valorizar a experiência de vida e a troca humana.

E para confirmar a proposta, o Encontro de Criadores estreou uma novidade na edição vicentina, em parceria com a Revista Nove (sim, nós!), o Centro Universitário São Judas Campus Unimonte, o Juicy Santos e a Tarrafa Literária: o Trocando Ideias, um espaço colaborativo para troca de conhecimento. Foi lindo!

Durante os dois dias de evento, rolaram seis rodas de conversa com temáticas atuais que estimularam a troca de ideias e cumpriram muito bem o papel de resgatar a experiência da convivência.

Bora falar sobre elas...

A primeira roda de conversa do dia 9 foi proposta pela Revista Nove e trouxe o tema ‘Experiências que fazem a diferença – Como os labs e coletivos podem nos ajudar a construir juntos?’. O bate-papo foi mediado pelo designer Niva Silva, professor e coordenador do Dínamo, o laboratório de inovação da São Judas Campus Unimonte.

Os convidados Marina Pereira (LABx – Instituto Procomum); Diogo Luz (Osmose Coworking, de São Paulo); Rafael Forte (Coletivos O Bote e Abismo) e Eduardo Viana (LAB 4D) trouxeram suas experiências e conversaram sobre espaços e iniciativas que nos levam a lugares novos e nos estimulam a construir em conjunto.

Cada um com o seu case mostrou que a construção coletiva tem sido a saída encontrada por profissionais de diversos segmentos não só para driblar a crise, mas para construir projetos com ideais compartilhados, em busca de um mundo mais justo e colaborativo.

Na sequência, José Luiz Tahan bateu um papo divertido e ácido com Xico Sá, com o tema ‘Tudo Certo e Nada Resolvido – Quebrando a cabeça, fazendo a diferença’. Xico contou sua experiência como escritor e, sobretudo, como leitor e como a literatura – de todo tipo – pode fazer de nós melhores leitores, escritores e até melhores pessoas.

Ele defendeu que uma frase perdida em um livro de Machado de Assis, por exemplo, pode em algum momento nos ser mais útil que um livro de autoajuda inteiro. Para ele, a literatura é para vida toda.

Xico falou ainda do conflito que todos nós travamos diariamente com as redes sociais e como elas podem ser nocivas à leitura convencional.

O terceiro e último bate-papo do primeiro dia do Trocando Ideias foi conduzido por Ludmilla Rossi e Flavia Saad, do Juicy Santos, que convidaram Carol Sanseverino, Rita Zaher e Denise Tardelli, para discutirem o tema ‘Amor de internet faz verão?’.

Elas debateram as novas tendências dos relacionamentos na era digital e como os conceitos e o comportamento – inclusive no sexo – mudaram com o advento da internet.

A primeira roda de conversa do dia 10 foi conduzida pelo editor da Revista Nove, Diego Brígido, e trouxe o tema ‘Comida, diversão e arte! – Sua alimentação diz muito sobre quem você é’.

Os convidados Fernanda Lopes (Boa Mesa); Andressa Gama (Caiçara Vegan Fest); Luciana Marchetti (gastrônoma e nutricionista); Fátima Gonçalves (chef e coordenadora do curso de gastronomia da São Judas) e Dario Costa (ex-Masterchef e proprietário do Madê Cozinha Autoral) falaram sobre a comida com vertentes que vão além da alimentação.

A conversa girou em torno das escolhas alimentares de cada um de nós e como isso nos retrata diante da sociedade, sendo, inclusive, uma decisão política.

O segundo bate-papo do domingo abordou ‘A eficiência e felicidade no trabalho na era pós-digital’, também com as meninas do Juicy Santos, que trouxeram Dani Junco e Morris Litvak para debater a nova realidade das relações profissionais na era digital e de que forma isso interfere na nossa felicidade.

A sexta e última conversa do Trocando Ideias trouxe o tema ‘Escrever para construir e desconstruir estereótipos’, com os convidados Lu Menezes; Thainá Rocha; Leandro Marçal (escritores) e José Luiz Tahan (livraria Realejo), também mediados pelo jornalista Diego Brígido.

A conversa foi pautada pela ideia de que todos nós temos algo a contar e, sendo assim, todos podemos escrever. Os convidados, com suas experiências, nos mostraram que a escrita é, sobretudo, um misto de técnicas – é claro -, com prática de escrita e leitura. Cada um de nós pode percorrer um caminho na literatura, mas todos levam a revelar um pouco de cada um de nós.

Encontro de Criadores

Encontro de Criadores

Fiquem ligados porque vem uma nova edição do Encontro de Criadores e do Trocando Ideias por aí. E você acompanha tudo em nosso portal, claro.