O que fazer em Mongaguá

De folga pelo Litoral Sul?

Mongaguá reserva muitas atrações que podem ser aproveitadas durante todo o ano. Confira o que você pode curtir na cidade, além das praias.

O que fazer

Mirante da Padroeira

Mirante da Padroeira

A imagem da santa, padroeira da cidade, no Morro dos Macacos, tem mais de 15 metros de altura e cerca de 2,5 toneladas, instalada numa linda trilha urbana feita em uma passarela de madeira com 150 metros de extensão. São 139 degraus em meio a mata nativa. Pode-se avistar pássaros silvestres e no deck com 30 metros acima do chão, ter uma visão privilegiada e deslumbrante da região. O local está aberto ao público de segunda a domingo, das 8 às 17 horas e fica na Avenida Marina s/nº, no Centro. Falamos mais sobre ela aqui.

Parque Ecológico A Tribuna

Parque Ecológico A Tribuna

O visitante passeia pelos seus 15 mil m² observando e aprendendo em cada espaço com diferentes animais. Atualmente, o parque possui recinto para jabutis, um serpentário com cobras peçonhentas e não-peçonhentas, um viveiro interativo de aves, recinto de quati, jacaré, tucanos, gavião, além de 15 aquários tropicais e marinhos com peixes de diversas partes do globo.

O equipamento dispõe também de espaço destinado à educação ambiental com um acervo de conchas, sementes, pedras, areias de todas as praias do Litoral Paulista, animais conservados em formol, além de muita informação sobre os mais diferentes temas ambientais.

O parque funciona de terça a domingo, das 8 às 16 horas. Os ingressos custam R$ 3,00. Crianças menores de 7 anos e adultos maiores de 60 anos não pagam. Está localizado na Av. Governador Mário Covas Júnior, 10.410, no Balneário Plataforma.

Poço das Antas

Poço das Antas

O Parque Turístico Umberto Salomone, mais conhecido como Poço das Antas, que fica na Rua das Cascatas s/nº, na Pedreira, é uma das principais atrações de Mongaguá, um dos pontos turísticos mais visitados. Constitui-se de uma queda-d’água que forma uma cachoeira, terminando com uma piscina de água natural. Trata-se de um recanto ecológico que dispõe de uma boa infraestrutura, com banheiro, pontes com corrimão, lanchonetes, guarita e um amplo estacionamento. Excelente lugar para banho e piquenique e para quem pretende se aventurar pelas trilhas morro acima, que levam até às cachoeiras. O local fica aberto ao público de segunda a domingo, das 9 às 17 horas. Os ingressos custam R$ 2 por pessoa, R$ 4 por moto e R$ 10 por carro.

Plataforma de Pesca

Plataforma de Pesca

Visitada por inúmeros turistas e munícipes, o local é um dos cenários mais bonitos e encantadores do Brasil. Instalada na cidade em 1977, é a maior plataforma pesqueira em estrutura de concreto armado avançando 400 metros mar adentro formando um ‘T’ e se lançando 86 metros para cada um dos lados. Na entrada há sanitários, local apropriado para lavagem dos pescados e apetrechos de pescas. O equipamento funciona 24 horas por dia. Os ingressos custam R$ 5, sendo que pessoas acima de 60 anos pagam R$ 2,50 e crianças de 3 a 10 anos, R$ 3. A Plataforma fica na Avenida Governador Mário Covas Júnior, 10.181, Balneário Plataforma. Falamos mais sobre ela aqui.

Complexo Rural

Complexo Rural

Na zona rural da cidade pode-se desfrutar de diversas atrações, como passar o dia todo pescando, curtindo as piscinas de águas naturais ou simplesmente descansando à sombra de uma árvore. Conhecer um pouco sobre a fauna e flora da região e entrar nas águas dos rios e corredeiras que enfeitam a cidade de Mongaguá.

Diego Brígido

Editor da Revista Nove