Guarujá Golf Club

de portas abertas

Pode esquecer aquela imagem de esporte para poucos, inalcançável para os bolsos da maioria dos mortais, que você sempre teve sobre o golfe.

Se havia pouca divulgação desta categoria esportiva, os Jogos Olímpicos de 2016 ajudaram a popularizar esta prática que está na rotina dos escoceses desde o século XV. E aqui na Baixada Santista quem se encantar por este solitário e reflexivo jogo de tacos, tem para onde correr. Ou melhor, tem para onde caminhar. Elegantemente.

Prestes a completar 56 anos de existência, o Guarujá Golf Club é um daqueles locais da Baixada Santista que nos faz esquecer que estamos próximos à área urbana. Emoldurado pela mata atlântica, com árvores nativas, o campo de onze buracos está próximo à Praia de Pernambuco e abriga inúmeros pássaros, como quero-queros, patos selvagens, garças, sabiás, juritis, tucanos, canários da terra, além de outros animais, como caxinguelês, lagartos, capivaras e lontras. Nos lagos espalhados pelo clube, peixes de diversas espécies dão ainda mais vida ao local.

São 76 sócios que usufruem do campo em partidas que duram cerca de quatro horas para o jogo de 18 buracos, com quatro jogadores em média. Segundo o presidente do clube, o advogado José Rubens Gunther, é muito comum os sócios levarem convidados para desfrutarem de partidas em meio a este paraíso.

‘Temos duas categorias de sócios: os proprietários, que compram um título do clube, e os contribuintes, que apenas pagam a mensalidade, por um ou dois anos’. Em ambos os casos é possível levar acompanhantes não-sócios, desde que sejam adquiridos os green fees, que são convites que permitem a entrada de convidados no clube. ‘Geralmente o sócio adquire um pacote promocional, que dá direito a 10 green fees e vai usufruindo durante o ano’, afirma o presidente.

Além do campo, todo plano, o clube dispõe de um restaurante com visão privilegiada, em meio ao cinturão verde que abraça a sede administrativa, e uma quadra de tênis.  As casas que margeiam o clube dão um charme especial às partidas e garantem a exclusividade do Guarujá Golf Club. ‘O nosso campo é um campo natural, pois foi construído respeitando o meio ambiente e as características locais. Há uma preocupação muito grande com os cuidados ambientais, pois temos árvores que não podem ser cortadas, já que fornecem frutos para algumas espécies de pássaros’, afirma Gunther.

O mais bacana é que existe um esforço da atual gestão para desconstruir a imagem elitista que se tem com relação ao golfe. A ideia do presidente é abrir as portas do espaço à sociedade para disseminar a cultura deste jogo e movimentar o clube. ‘O clube não é para ricos, é para todos’, alega. O quadro associativo do Guarujá Golf Club é composto 90% por paulistanos que têm casas de temporada na cidade e que vêm aos finas de semana.

Um dos principais projetos do presidente é trazer alunos das escolas locais para conhecerem o clube e este esporte ainda novo no Brasil. ‘A ideia é criarmos clínicas de golfe para, quem sabe, ajudarmos a construir futuros jogadores e campeões que representem a cidade, principalmente agora que o golfe virou um esporte olímpico’, comemora Gunther.

Ainda existe uma herança escocesa no golfe, que se revela, principalmente, no que os golfistas chamam de dress code, o código de vestimenta para estar no campo. Por ser considerado um esporte elegante e apesar da política do clube de democratizá-lo, ainda existe uma convenção quando se fala nos trajes para jogar. Em qualquer clube se espera que os jogadores estejam devidamente trajados, com roupas alinhadas. Camisetas regatas, tops, roupas de praia e chinelos nem pensar.

De acordo com o presidente, o golfe é um esporte que gera negócios, pois durante as partidas, os golfistas tendem a conversar sobre trabalho. E por isso o dress code é importante, pois estar bem trajado nas partidas traz credibilidade.

Visite

Visite

O clube está aberto à locação para eventos, para sócios e não-sócios, que podem usufruir do restaurante fechado, com ar-condicionado, e também do campo, um cenário de tirar o fôlego. Vale uma visita despretensiosa para conhecer este paraíso, bem próximo ao Sofitel Guarujá Jequitimar, aberto todos os dias da semana.

Diego Brígido

Editor da Revista Nove

Mais buscadas

#tbt ação social aldeia alimentação almoço amor ano novo aquario arte arte no dique baixada santista bares bazar beneficente bertioga cães café cafeterias carnaval carreira casamento cenário centro histórico cerveja cerveja artesanal chopp ciência cinema circo coletivo comer e beber compras confraternização consciência negra coração coworking crianças cruzeiros cubatão cuidado cultura curiosidades cursos curta metragem curta santos dança dia das mães drinks ecologico economia criativa ecoturismo educação empreendedorismo encontro encontro de criadores entretenimento entrevista espetáculo esporte esportes evento eventos eventos em Santos exposição família feira feriado férias festa festa junina festas festival fim de ano flores gastronomia geek golf guarujá handmade história hospedagem hotéis hotelaria humor inverno itanhaém japones juicybazar lazer lendas lgbt liberdade limpeza literatura litoral norte litoral plaza litoral plaza shopping lucky tattoo mar moda mongaguá mudanças mulheres museu museus música natal natureza negócios o que fazer obras oficina onde beber oportunidade palestra papai noel páscoa persona peruíbe pesquisa pet friendly pets praia praia grande praias presentes prevenção projeto social restaurantes reveillon revista nove riviera de são lourenço roteiro turístico santos são paulo são vicente saúde segurança shopping show shows social sofitel solidariedade stand up sustentabilidade tattoo tatuagem teatro trabalho voluntário turismo turismo religioso vegan veganismo vegetarianismo verão vida noturna vinho vinhos workshop