Tem novidades gastronômicas no Canal 7

Uma crônica de bicicleta

Dia desses, pedalando pelo Canal 7, em busca de convites pra uma festa, lembrei que a região, que já era um eixo gastronômico da cidade, havia ganhado mais alguns estabelecimentos.

Desacelerei no pedal e resolvi contar, da praia até a Praça Rebouças, quantos bares, restaurantes e afins cruzariam o meu caminho.

10 no total. 3 novíssimos, que, na verdade, substituíram outros recém-fechados. Virou pauta pra Revista Nove, claro. Também descobri que a avenida só se chama General San Martin, a partir da rotatória no cruzamento com a Bancários. Da praia, até aí, ela é Antônio Guenaga. Uma mísera quadra. Muita gente pra homenagear, pensei.

Guenaga foi o jornalista que mais trabalhou em prol do esporte amador em Santos. Justa homenagem (justa inclusive no trecho de rua que o homenageia). José de San Martín foi um general argentino que integrou o grupo de libertadores da América nos processos de independência da Argentina, Chile e Peru.

Cá entre nós, o trecho de Guenaga deveria ser maior que o do hermano. Mas, voltando ao roteiro gastronômico, o Canal 7 ganhou o Quiosque Burgman Canal 7 (sim, mais um Burgman), onde era o Fish Bar; o Sítio17, onde já foi o Inhá e a Confeitaria Padrela, onde funcionava o Empório Maria Luíza – que por sinal estava lotada em plena 15h de sexta.

Os novos se juntaram aos já consolidados por ali: Oishi, Maurício, Yê, Creperia da Praia, Pizzaria Sétima Avenida, Aloha Poke Beer e Chapelier Bistrô.

Depois da via-gastro-nada-sacra decidi brindar as novas chegadas com o IPA da Burgman, meu preferido. O dia estava lindo, de sol, cheiro de mar e foi uma forma de compensar Guenaga pela tímida homenagem, que acabava bem ali, na mesa onde eu estava sentado, na curva da rotatória, que dava as boas-vindas a San Martin, o herói.

E os detalhes das casas, você encontra aqui.

Diego Brígido

Editor da Revista Nove