Forte São João, primeira fortificação do Brasil

Fotos: Christian Jauch

A localização privilegiada, à beira do Canal de Bertioga, já é motivo suficiente para você visitar o Forte São João.

Foi a primeira fortificação construída no Brasil, em 1532, pelos portugueses, originalmente erguida em paliçada – estacas de madeira ligadas entre si – e batizada de Forte São Tiago.

Reconstruído no final do século XVII, em pedra e cal, só foi concluído em 1710, com uma planta de 100 metros quadrados, em formato de polígono retangular, cujas vértices sustentavam guaritas. Em 1751 o fortim foi demolido a mando do governador da praça de Santos, Luís Antônio de Sá Queiroga, e reedificado com 250 metros quadrados.

Em 1760 recebeu nova artilharia e cinco anos depois foi reformado e passou a cruzar fogos com o Forte de São Luís da Armação, em Guarujá. Por volta de 1769, uma ressaca destruiu parte da construção, assim como a Capela de São João, localizada na praia, ao lado do fortim. A imagem da capela foi então instalada no forte e este passou a ser denominado Forte São João da Bertioga.

O Forte São João também era conhecido como Forte do Registro, pois exercia a função de registrar as embarcações que desejavam aportar no Porto de Santos.

Após muitas outras intervenções, o Forte São João foi tombado pelo Iphan, em 1940. Também serviu de quartel durante a Segunda Guerra Mundial e abrigou o Museu João Ramalho, em 1960.

Hoje abriga a réplica de uma armadura medieval, espadas, arcabuzes, espingardas, coletes e capacetes de metal e canhões de murada, além de ostentar em seu entrono o Parque dos Tupiniquins. Também pode ser vista a carta de batismo do Padre José de Anchieta e os votos solenes de Anchieta e Manoel da Nóbrega.

Visitação

Visitação

Av. Vicente de Carvalho, s/n – Parque dos Tupiniquins. Todos os dias, das 9h às 17h. Entrada franca.

Diego Brígido

Editor da Revista Nove