Artistas de Santos e região: gente nossa, arte para o mundo

Foto: Andressa Rocha

A 13ª edição uniu o trabalho de mãos talentosas e, é claro, super 013.

Quando essa edição comemorativa da Revista Nove começou a ganhar corpo, entendemos que um projeto tão especial merecia ter uma identidade própria. Mas, claro, que essa tal identidade deveria estar conectada com o histórico da revista, com tudo aquilo que acreditamos e que você espera.

Esse caminhar que já soma três anos, 12 edições impressas e mais de mil publicações no portal www.revistanove.com.br fez com que a Nove desenvolvesse muitas peculiaridades: o visual exclusivíssimo; conteúdo inédito e bem trabalhado; projeto editorial diferenciado, além da conquista de um público exigente e cativo.

Essa trajetória nos colocou em contato com a imensa gama de talentos nas mais diversas artes. Se temos tanta gente com talento por aqui, nada mais justo que nossa capa ganhasse a assinatura de um desses mestres.

E, então, o destino nos colocou em contato com o Leonardo Leite, da Estúdio Prêo. Mas a nossa capa especial também poderia ser assinada pelo Tija, pela Gabi Miranda ou pela Nice Lopes, os outros três artistas que vamos apresentar nessa matéria.

Infelizmente muitos ficaram de fora da matéria, mas não do nosso radar. Ainda teremos outras oportunidades para falar mais sobre o cenário das artes visuais na Baixada Santista.

Leonardo Leite: artesanato e pintura no mesmo contexto

Vamos começar pelo artista que ilustra a nossa capa. O Leo Leite é designer de interiores e ilustrador, com mais de 10 anos de experiência em lojas de decoração. O talento surgiu aos nove anos e, desde então, apesar das referências urbanas, ele procura trabalhar com as mais diferentes técnicas.

Leo demorou para encontrar personalidade em sua arte, até que resolveu fundar a Estúdio Prêo. Só a partir daí, começou a enxergar a sua essência como artista nos trabalhos.

Adepto da arte tradicional e do artesanato, ele é um apaixonado por instalações e pinturas em grandes formatos, quando tem a oportunidade de unir suas criações como artesão às pinturas.

Suas referências estão no cotidiano e o processo criativo, no estudo das cores e suas ramificações. Léo é do tipo de artista visual que gosta de tocar na peça e, com as tintas, busca criar algo único e inesperado.

O resultado de seu trabalho é algo misto e contemporâneo. Seu público é formado por arquitetos, design de interiores e, claro, consumidores de arte em geral. Você vai encontrar a arte da Estúdio Prêo em restaurantes, cafés, em lojas de decoração, e agora, na capa da revista!

Sobre a nossa capa

Para o processo criativo que ilustra a capa dessa edição, Leo considerou dois, dos principais atributos que representam a Baixada Santista: a praia e a mata atlântica. “Procuramos trazer algo completamente diferente do que a Revista Nove sempre trouxe em suas capas, mas sem perder a essência do projeto. É como se fosse o olhar de um drone sobre a Baixada Santista, com um toque mais artístico e alegre”, explica o artista.

Para conhecer mais sobre a arte do Leonardo Leite: @estudiopreo

Renato Tija e a Geometria Intuitiva

O Tija é um velho conhecido nosso. Ele é o ‘cara dos desenhos geométricos’, ou da Geometria Intuitiva, como costuma definir a sua técnica.

Renato Faustino teve certeza que seria artista aos oito anos de idade, na época, aficcionado por street dance. Podia ter sido dançarino, mas a paixão pelas artes visuais acabou ganhando destaque quando, aos 10 anos, descobriu o talento durante um concurso de bolsa. Aos 15 anos entrou para a escola Panamericana e aos 17 já era assistente de um grande diretor de arte.

Ele explica que o objetivo da Geometria Intuitiva é provocar a evolução do processo interativo do cérebro de quem vê a obra. “O trabalho em si ativa as partes mais adormecidas do cérebro do espectador e o coloca em um processo evolutivo com cores e formas”, explica Tija.

Renato segue três linhas de trabalho: desenvolve patterns (padrões geométricos) para superfícies na área têxtil, faz gravuras e também pinta murais. “É abstracionismo puro dentro de um contexto sensorial”.

Sua arte chega às pessoas por meio dos arquitetos e, claro, das redes sociais. Cerca de 65% de seu público é de mulheres e pessoas que conseguem captar a energia visual de suas obras.

Para conhecer mais sobre a arte do Renato Tija: @renatotija e www.renatotija.com

Gabriela Miranda e o voo pelo mundo

De preto e branco a vida dela não tem nada! Mas o gosto pelas duas cores iniciou um processo transformador na existência da artista Gabriela Miranda. Formada em arquitetura e urbanismo, hoje dedica-se exclusivamente à arte.

O sinal do que ‘seria quando crescesse’ veio aos 3 anos, quando fez um desenho que impressionou a família. Aos 15 anos, fazia camisetas customizadas para os amigos. Aos 18, pintou o primeiro mural. Há três anos, começou a investir na arte como profissão. “Um grande desafio foi me impor como artista mulher, defender minhas ideias e conceitos”, conta.

Gabi não curte uma linha única de referência artística. “A fotografia acaba sendo a minha principal referência. Gosto de ver a imagem real do que vou produzir e, assim, desenhar do meu jeito”.

Conseguir deixar a marca nos mais variados objetos e espaços, a fez dar um salto imenso na carreira. Em 2017, se inscreveu no concurso da ElephantParade, a exposição de arte ao ar livre mais importante do mundo. Num susto, recebeu o convite da organização, “Quando cheguei no coquetel de inauguração, o meu elefante estava na porta”, celebra.

Gabriela Miranda é cada vez mais do mundo e, para ela, poder transitar por diferentes lugares tem provado que é possível viver de sua arte.

Para conhecer mais sobre a arte de Gabi Miranda: @gabimirandas

Nice Lopes e a infância inventada

Além de publicitária, Nice Lopes é ilustradora e designer gráfica. A inspiração pode vir de um inseto pousado numa flor, ou da trilha de formigas na avenida movimentada. O olhar de Nice foca situações que geralmente são desprezadas pela maioria.

Num passeio por suas principais obras, percebe-se a presença do lúdico. De acordo com Nice, a própria infância foi seu ponto de partida, “Gosto muito de desenhar crianças com olhos grandes e cabeças desproporcionais, como se o corpo não fosse aguentar o peso de tantas ideias. Prefiro pensar que faço uma arte que retrata minha infância inventada, como diria Manoel de Barros”.

Suas ilustrações reforçam a viagem do imaginário em telas, roupas, revistas, jornais (The Wall Street foi um deles) e livros. Ah, os livros! Nice está em pelo menos cinco infanto-juvenis, sendo que em um deles, Sebastião, também é responsável pelo texto. Há registro da artista também em publicações para gente grande, principalmente para quem trabalha com artes gráficas: Illustration Now!2 e IllustrationNowPortraits, ambos da editora alemã Taschen.

Sua arte é mensagem que educa, conscientiza, permite viagem a mundos inconscientes. Seu trabalho está exposto em sua casa-ateliê, o espaço cultural La Casita, em Santos.  

Para conhecer mais sobre a arte de Nice Lopes: @nicelopesartist e @lacasitaatelie. Para quem deseja conferir presencialmente as obras da Nice é só marcar pelo [email protected] e chegar no La Casita.

Diego Brígido

Editor da Revista Nove

Mais buscadas

#tbt ação social aldeia alimentação almoço amor ano novo aquario arquitetura arte arte no dique baixada santista bares bazar beneficente bertioga cães café cafeterias carnaval carreira casamento cenário centro histórico cerveja cerveja artesanal chopp ciência cinema circo coletivo comer e beber compras confraternização consciência negra coração coworking crianças cruzeiros cubatão cuidado cultura curiosidades cursos curta metragem curta santos dança design dia das mães drinks ecologico economia criativa ecoturismo educação empreendedorismo encontro encontro de criadores entretenimento entrevista espetáculo esporte esportes evento eventos eventos em Santos exposição família feira feriado férias festa festa junina festas festival fim de ano flores gastronomia geek golf guarujá handmade história hospedagem hotéis hotelaria humor inverno itanhaém japones juicybazar lazer lendas lgbt liberdade limpeza literatura litoral norte litoral plaza litoral plaza shopping lucky tattoo mar moda mongaguá mudanças mulheres museu museus música natal natureza negócios o que fazer obras oficina onde beber oportunidade palestra papai noel páscoa persona peruíbe pesquisa pet friendly pets praia praia grande praias presentes prevenção projeto social restaurantes reveillon revista nove riviera de são lourenço roteiro turístico santos são paulo são vicente saúde segurança shopping show shows social sofitel solidariedade stand up sustentabilidade tattoo tatuagem teatro trabalho voluntário turismo turismo religioso vegan veganismo vegetarianismo verão vida noturna vinho vinhos workshop